• domingo , 21 outubro 2018

Do corpo humano ao pós-humano: a busca de uma linguagem para a dança virtual.

Isaura da Cunha Seppi – UNICAMP
isadisampa@gmail.com

Ernesto Giovanni Boccara – UNICAMP
ernestoboccara@terra.com.br

Vitor Cardoso, Universidade Aberta, Lisboa, Portugal
vjcardoso@gmail.com

 

A coreografia Dança das Vidas constitui um dos artefatos1 artísticos de um projeto de tese de doutorado teórico/prática. A pesquisa partiu da hipótese inicial de que os trabalhos artísticos realizados nos metaversos2 são capazes de propiciar uma experiência estética, na medida em que, expressam e produzem sensações e sentimentos provocados, entre outros possíveis, por três fatores incontornáveis, a imersão e a interatividade e a empatia que acontecem simultaneamente gerando o que é chamado de sentimento de presença. Ao longo da investigação foi possível constatar que de fato os trabalhos de Arte Virtual são capazes de propiciar uma experiência estética na medida em que expressam e produzem sensações e sentimentos. Ao mesmo tempo inaugura um processo de reflexão/meditação estética que é um dos aspectos da metodologia A/r/tografia3 que permite mostrar o papel da autora no processo de criação e as contribuições desta metodologia para uma reflexão sobre a própria experiência (MARCOS,2012) que apresentamos neste artigo.

 

Clique aqui e confira o documento completo.

Posts Relacionados